Turismo

Os negócios que nasceram com os guarda chuvas coloridos

Ninguém fica indiferente à instalação dos famosos guarda chuvas coloridos que entre julho e setembro flutuam nas ruas da baixa de Águeda. O sucesso é tanto que vários negócios nasceram resultante do forte turismo que a cidade recebe durante o ano com a implementação do “Umbrella Sky Project”.

A instalação artística que deu a conhecer a cidade e o extenso programa de animação cultural estão a originar a criação de vários negócios na cidade, como conta o Jornal de Notícias num artigo disponível apenas para assinantes. Este ano, a Câmara Municipal de Águeda lançou um estudo de impacto económico para analisar retorno do investimento e preparar o futuro.

Todos os anos há novos negócios em Águeda. A aguedense Nádia Ragú Carvalho aproveitou para criar uma agência de turismo, Nuno Saraiva decidiu investir na restauração, Tiago Santos fundou um hostel e Graça Almeida abriu uma loja de artesanato para os turistas poderem levar uma lembrança.

Hoje, Águeda é mais movimentada e tem mais para oferecer. Os restaurantes renovam-se, novos estabelecimentos comerciais são criados e cada vez mais o alojamento local cresce. Águeda cresce de ano para ano à boleia do AgitÁgueda que acontece no mês de julho e que se reflete durante o resto do ano.

Reportar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.