Turismo

Comboio turístico do Vouga é o mais rentável do país

A composição do Comboio Turístico do Vouga é a circulação que mais lucro gera para a CP, segundo dados divulgados pela operadora.

O turismo ferroviário em Portugal vai sofrer grandes reduções de iniciativas em 2019. A CP decidiu acabar com o comboio histórico Miradouro e vai reduzir as viagens dos comboios na linha do Vouga e do Douro, uma vez que o ano passado se verificou “uma redução dos níveis de procura destes produtos face ao ano anterior”.

O Comboio Histórico do Douro é composto por uma locomotiva a vapor e cinco carruagens históricas de madeira datadas do início do século XX. Entre Aveiro e Sernada do Vouga, a composição é uma composição de três carruagens de madeira datadas dos primeiros anos do século XX, rebocada por uma locomotiva diesel de 1964.

No comboio do Douro viajaram, em 2018, 6.190 clientes, quando em 2017 esse número foi cerca de 10.100 clientes. As receitas obtidas foram da ordem de 51.700 euros em 2017 e 43.100 euros em 2018, refere a empresa num comunicado enviado às redações.

No Vouguinha, os resultados são melhores. Em 2018 viajaram 1.630 clientes, enquanto que no ano anterior este número foi de cerca de 2.000 clientes. As receitas obtidas foram da ordem dos 375.000 euros em 2017 e de 234.000 euros em 2018.

O projeto turístico na nossa linha é o mais rentável da CP – Comboios de Portugal.

Reportar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *