A terminar o seu terceiro mandato, Rosa Irene Noronha, presidente da direção do Grupo Típico O Cancioneiro de Águeda, destaca a comemoração dos 60 anos da instituição, que vai a votos em janeiro. Em entrevista ao RA, a dirigente, que admite recandidatar-se, refere que “o momento atual é de alguma serenidade” e diz que em 2019 a aposta vai passar por “atrair novos componentes, novos públicos e novas abordagens em termos de folclore”

Ler artigo completo

Deixar uma resposta