A Câmara Municipal de Águeda prepara-se para alterar o paradigma atual ao nível deste transporte no concelho, com o lançamento de novas rotas e a otimização das existentes. Um mini-autocarro a circular na cidade, a chegada das novas bicicletas de partilha e a construção de novas ciclovias também são outras das novidades.

As GOPO – Grandes Opções do Plano e Orçamento de 2019 mostram-nos o que a autarquia quer trazer de novo para todo o concelho de Águeda. A principal novidade no que toca a mobilidade é o lançamento do concurso de concessão dos Transportes Públicos do Concelho de Águeda onde implicará uma alteração significativa do paradigma atual ao nível deste transporte no concelho, com o lançamento de novas rotas e a otimização das existentes, assim como do material circulante, refere o documento.

A população é bem crítica em relação à falta de soluções de mobilidade. Os transportes coletivos que existem (autocarro e comboio) não abrangem os pontos de maior circulação e quando abrange, tão existem horários ajustados ao quotidiano dos aguedenses. Melhorar a mobilidade concelhia é um dos principais objetivos da autarquia.

Um mini autocarro 100% eletrico também deverá chegar a Águeda com viagens dentro da cidade. Projetos relacionados com a partilha de carros entre pessoas e a continuação da instalação de postos de carregamento para carros eletricos fazem parte das grandes opções para 2019.

O BeÁgueda receberá finalmente as novas bicicletas. O projeto de bicicletas elétricas sairá ainda mais reforçado pelas ciclovias que ligarão o centro da cidade às zonas industriais do concelho.

Diversas medidas inovadoras. É assim que a Câmara descreve as várias iniciativas que levará a cabo em 2019.

3 comentários

  1. Sendo um concelho de grande importância e símbolo no que diz respeito a utilização de bicicletas, seria importante fazer-se divulgar as obrigações destes utilizadores e as leis obrigatórias dos mesmos na forma de placas sinalizadoras em todo o Concelho. Desta forma protegerá não só estes utilizadores como os pedestres e os condutores de veículos.

  2. Acho boa ideia e já agora não se esqueçam das aldeias limítrofes,ponham mais transportes públicos para as pessoas terem mais mobilidade!!!!!!

  3. Parabéns pela iniciativa de mobilidade de autocarro,não só a população mas tanto quanto os turistas sofrem com essa falta de mobilidade,e pensando na natureza os autocarros elétricos foi uma boa opção.obrigada

Deixar uma resposta