Algumas atrações de natal foram parcialmente vandalizadas, de acordo com o semanário Soberania do Povo. O crime terá ocorrido na semana passada, quinta feira, e há relatos de afirmam que origem dos danos causados no Largo 1º de Maio partiu de estudante universitários.

Duas das casas decorativas foram alvo de atos de vandalismo. Os estragos interiores ocorreram poucos minutos depois da meia-noite de dia 13 de Dezembro e há testemunhas que presenciaram os eventos.

Ao Soberania do Povo, os relatos das testemunhas referem que o Largo 1º de Maio terá sido escolhido por um grupo de estudantes universitários para desenvolverem uma praxe. Foi nesse contexto que, alegadamente, um grupo de cerca de duas dezenas de estudantes visitaram as casas em miniatura, causando os estragos.

No dia de estreia das decorações de Natal, a organização registou também estragos num boneco que se encontrava ao lado do Pai Natal gigante, depois de desconhecidos lhe terem “amputado” a perna direita.

2 comentários

Deixar uma resposta