A distância que separa Águeda e Rio Grande bem como as barreiras comerciais impostas pelo Brasil, como medida protetora do seu mercado interno, podem justificar que, ao fim de 25 anos de geminação entre as duas cidades, não se tenham dado passos nas relações comerciais entre empresas

Ler artigo completo

Deixar uma resposta