Há largos anos que é uma obra exigida pela população. Se o Governo não considera esta obra uma prioridade, já os municípios de Águeda e Aveiro consideram que esta deve ser uma iniciativa tomada entre as autarquias.

Desta vez, o presidente da Câmara de Águeda reafirmou o empenho do executivo na construção de uma nova ligação ao município vizinho de Aveiro, com a possibilidade, numa fase posterior, de garantir um acesso ao nó da Auto Estrada do Norte (A1), através de Mamodeiro.

A autarquia assegurou que a opção de Aveiro mantém-se de pé, apesar de ter sido estudada a hipótese de fazer o acesso à A1 há muito reivindicado pelas forças vivas aguedenses através de uma ligação mais a sul, por Anadia.

A ligação Aveiro – Águeda chegou a ter lançamento de primeira pedra e depois seria incluída num pacote de concessões de auto-estradas, mas nunca saiu do papel.

Em fevereiro de 2017, o presidente da Câmara de Aveiro, e da CIRA, Ribau Esteves, lamentava que, apesar de existirem verbas disponíveis, o Governo não tivesse colocado a variante no primeiro pacote de obras anunciado para beneficar áreas industriais.

1 comentário

  1. Tb não fizeram pressão junto do governo para que o lançamento das infraestruturas caíssem no esquecimento, ou seja, a pedra foi lançada, mas ao charco…

Deixar uma resposta