Um jovem, de 14 anos, foi apanhado a conduzir um carro, quinta-feira à noite, em Albergaria-a-Velha. Ao lado seguia o pai, de 38, que o tinha retirado à força aos tios, com os quais o menor passava as férias da Páscoa.

O homem, operário da construção civil, ainda tentou agredir os militares da GNR. Foi detido por subtração de menor, resistência e coação sobre agentes da autoridade e injúrias. Foi presente a tribunal, mas o caso baixou a inquérito.

O pai, visivelmente alcoolizado, foi à residência dos tios do adolescente e usou da força física para o retirar da casa. Pai e filho foram depois intercetados pela GNR, durante uma fiscalização de trânsito, em Frias, vindos de S. João de Loure. O homem obrigara o adolescente a conduzir, sabendo que não tinha habilitação nem idade legal, para não ser apanhado ao volante com taxa-crime de alcoolemia.

Agrediu os militares e tentou retirar-lhes os distintivos. Não foi submetido ao teste do balão, já que não ia a conduzir.

O jovem já se encontra junto da mãe, nos EUA.

Deixar uma resposta