estamos nas redes sociais

Notícias

Incêndios. Bombeiros profissionais franceses vieram ajudar em tempo de férias

Publicado há

a

Sem ninguém lhes pedir, vieram de Nice, França, combater fogos portugueses, incluindo o de Águeda. São três bombeiros franceses e fizeram o que costumam fazer: meteram-se a caminho para ajudar a lutar contra as chamas. Desta vez o destino foi Portugal.

Nelson Garrido

Nelson Garrido

Três bombeiros de Nice apanharam um avião até Madrid, alugaram um carro em Espanha e pararam em S. Pedro do Sul, segundo depois para Águeda.

São voluntários que, nas férias e nos tempos livres, vão onde a ajuda é precisa. “Portugal está em estado de emergência”, justificaram ao jornal Público.

Chegaram na noite de sábado, quando o incêndio em S. Pedro do Sul ameaçava povoações e tinha quatro frentes ativas. Apresentaram-se ao serviço munidos de uma minibomba, mangueiras e fatos de combate. Aos colegas portugueses perguntaram onde ir para combater as chamas, enquanto lhes mostravam uma fotografia de uma casa a arder que tinha sido publicada pelos meios de comunicação social portugueses, segundo conta o jornal.

Os três franceses fazem parte de uma associação criada por 20 bombeiros profissionais que nas férias e tempos livres vão onde é preciso ajudar. Ajudaram no incêndio em S. Pedro do Sul, na noite de sábado. Depois vieram a Águeda ajudar na finalização do grande fogo e seguiram para Ponte de Lima.

O incêndio em S. Pedro do Sul era, ontem, o que mais preocupava a Autoridade Nacional de Protecção Civil e aquele que mais meios mobilizava. Em Águeda e S. Pedro do Sul, mais de um terço do concelho foi consumido pelas chamas.

Notícias

Aveiro poderá vir a receber novo estabelecimento prisional para 550 reclusos.

Publicado há

a

Aveiro é um dos locais propostos para um novo Estabelecimento Prisional. De acordo com a informação publicada no relatório sobre o sistema prisional e tutelar já publicado na página oficial do Governo há necessidade de construir cinco novas prisões de raiz em Portugal.

A atual prisão tem capacidade para cerca de 80 reclusos mas chega a atingir a centena e meia. O novo equipamento poderá chegar aos 550 reclusos. Recentemente, Celso Manata, responsável pelo sistema, não escondia preocupação face às condições existentes.

O relatório lembra que o sistema prisional assenta em larga medida em edificado herdeiro da reforma de 1936, mantendo até Estabelecimentos Prisionais (EP) de referência vindos do século XIX, como o Estabelecimento Prisional de Lisboa ou o de Caxias. Um sistema que está “desfasado dos territórios de incidência do crime e da concentração populacional”.

Seis Distritos concentram 70% da criminalidade geral participada com Lisboa em destaque (25,8%), seguindo-se Porto (17,3%), Setúbal (8,9%), Faro “6,5%), Braga (6,1) e Aveiro (5,1%).

Lisboa e Porto apresentam “excedente de oferta de alojamento prisional” enquanto os restantes têm défice de vagas. A população reclusa, em 1 de julho de 2017, situava-se em 13.749, sendo 12.878 homens e 871 mulheres.

O relatório defende prioridade ao alojamento individual e quer aproximar os reclusos das comunidades de onde são originários. Além de defender o encerramento, “por vetustez, redundância ou deslocalização”, dos EP de Lisboa, Caxias, Ponta Delgada, Setúbal, Leiria (regional), Viseu (regional), Odemira (feminino) e Silves, sublinha a importância de construir 5 novos EP. Minho, Aveiro, margem sul do Tejo, Algarve e São Miguel, nos Açores, são os locais propostos.

Portugal quer um sistema que permita estabilizar nos 12.000 alojamentos.

Continuar a ler

Notícias

Águeda pode ter minigolfe já em 2018

Publicado há

a

O município de Águeda poderá a partir de 2018 contar um novo equipamento desportivo.

(mais…)

Continuar a ler

Notícias

Jorge Almeida retira Câmara de Águeda ao PS

Publicado há

a

O antigo vice presidente de Gil Nadais, Jorge Almeida, triunfou com uma equipa independente batendo o candidato do PS (Paulo Seara) e Miguel Roque (PSD).

O CDS volta a vencer em Oliveira do Bairro com Duarte Novo a garantir 3 lugares na vereação, o PSD três e o movimento independente um vereador que poderá ser decisivo na Governação.

O quadro eleitoral mantém-se em Aveiro, Ílhavo, Albergaria, Estarreja, Vagos, Ovar, Murtosa, Sever e Anadia.

Continuar a ler

Mais visto

Copyright © 2014-2017 Águeda Live - Todos os direitos reservados

Loja online em desenvolvimento! Ignorar