Pesquisa por artigos, fotos ou vídeos

Orçamento Participativo de Águeda arranca nova edição

pub

Tem início esta segunda a edição 2017/2018 do Orçamento Participativo de Águeda (OP-Águeda).

Panoramio

Trata-se de uma iniciativa da Município de Águeda que convida os cidadãos a decidir sobre 500 mil euros do orçamento municipal.

O OP-Águeda é um processo que envolve voluntariamente os cidadãos – com 16 ou mais anos, naturais e/ou residentes no Concelho de Águeda, bem como os que estão afetos por razões académicas – na apresentação, priorização e votação de propostas que irão integrar as Grandes Opções do Orçamento e Plano de 2018.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais, “a aposta nesta terceira edição do OP-Águeda decorre do compromisso político assumido por todos os partidos ouvidos no âmbito das reuniões do Direito de Oposição para dar sequência ao processo independentemente dos resultados das eleições autárquicas de outubro deste ano”, mas “mantemos o compromisso de ir mais longe e trazer mais pessoas, mais cidadãos, a este processo, pois a distinção de Melhor Prática Participativa Nacional do Ano 2015 que recebemos também nos responsabiliza, políticos e cidadãos, na melhoria deste processo que se deseja cada vez mais participativo e de qualidade”.

Para a edição de 2017/2018, o Executivo Municipal disponibilizou uma verba de €500.000 do orçamento municipal, para projetos propostos pelos cidadãos, tendo destacado 10% dessa verba para projetos imateriais, que serão alvo de uma diferenciação positiva na fase de votação, com a aposta continuada no desafio “Aplica-te”.

Em termos de votação, a Plataforma Participativa está preparada para um sistema de votação através de tablets, pelo que, tal como na anterior edição, não haverá votos em papel na fase de votação. Nas Sessões de Votação será possível que as pessoas “infoexcluídas” possam exercer no momento os seus 2 votos, com o apoio da equipa do OP-Águeda.

A edição deste ano apresenta como novidade o facto de os 2 votos serem de utilização obrigatória em 2 freguesias diferentes (ou 1 projeto de freguesia e 1 de âmbito municipal).

publicidade

As Sessões Participativas nas Freguesias decorrem a partir desta terça.

Comentários